Hoje trago a Review do Redmi Note 4 Global, um equipamento da Xiaomi que têm se vindo a destacar dentro dos telemóveis abaixo dos 200€.

Antes de mais, um esclarecimento. Como disse á pouco, o meu equipamento é o Redmi Note 4 Global versão Snapdragon.

Resumindo, existem 4 versões ou variáveis deste equipamento, com diferentes especificações. O Redmi Note 4 Global está disponível com o processador Snapdragon 625 ou com o processador Helio X20 da Mediatek. Depois também é comercializada a versão Redmi Note 4X com as mesmas variações de processador, porém, ao contrário da versão Global não tem a Banda 20 do 4G e o carregador não é Europeu, apesar de que a maioria das lojas já enviam um adaptador.

Na minha opinião a melhor versão é a que tenho em mãos, a Note 4 Global com Snapdragon, uma vez que estes processadores têm uma eficiência energética excelente e são dotados da Banda 20 LTE.

De qualquer maneira, se o Redmi Note 4X estiver a um bom preço, não penso que estas diferenças minórias importem.

Design e Construção

O Redmi Note 4 baseia-se num corpo unibody de metal, pessoalmente eu gosto da combinação preta com cinzento, apesar que estão disponíveis muitas outras cores, como preto, rosa, azul, entre outras…

Na sua traseira encontramos a sua câmera traseira, juntamente com o seu sensor de impressões digitais, e com o logótipo da marca mais abaixo.

Na parte da frente não encontramos qualquer tipo de botão físico, somente três botões capacitivos retroiluminados, e na parte superior a sua câmera frontal, speaker para chamadas e sensor de proximidade.

No seu contorno encontramos o eterno jack 3.5mm, um sensor infravermelhos e na parte de baixo o seu microfone, entrada Micro USB e speaker, que fica numa posição bastante propicia para ser abafado por acidente.

Ecrã

O seu ecrã é um ponto que não esperava-me surpreender, trata-se de um ecrã de 5.5 polegadas LCD IPS, com uma resolução FullHD, o que totaliza 403 pixeis por polegada.

Mas eu não me surpreendi pelas suas características, bem, talvez pela sua resolução, mas… o telemóvel que usava antes tinha um ecrã Super AMOLED, uma tecnologia que a Samsung usa muito nos seus dispositivos, que é conhecida por oferecer boas cores, mas, nomes e características não são tudo.

Tudo isto para dizer que o ecrã é surpreendente, tem cores excelentes e pretos aceitáveis.

Encontramos também um acabamento 2.5d, o que lhe atribui uma pequena curvatura, que acreditem ou não, torna a experiência mais confortável.

Câmeras

Falando das suas câmeras, encontramos um sensor de 13Mpx a cumprir a função de câmera principal e outro de 5Mpx para selfies e videochamadas. Num dispositivo de 130€, a expectativa não é muito alta, ainda assim, em boa iluminação é capaz de tirar fotografias aceitáveis. Destaco também a aplicação que é bastante intuitiva e que o seu foco é bastante rápido e preciso.

Em relação á gravação de vídeo, temos disponível a captura na resolução FullHD e talvez seja o cenário onde peca um pouco mais. A estabilização de imagem é inexistente e existem alguns problemas de iluminação, que por vezes clareia e escurece sem nenhum tipo de explicação.

Ainda assim, podes ver aqui embaixo alguns testes que realizei e tirar a tua própria conclusão.

Bateria

É verdade que temos aqui uma grande bateria de 4100mAh, mas a versão Mediatek é a prova que uma bateria não se mede aos amperes…

Eu vou ser honesto, eu não tenho por habito jogar coisas pesadas no telemóvel, aliás, eu pouco jogo no telemóvel!

Maioria das minhas tarefas resumem se a aplicações como Spotify, Instagram, Facebook, WhatsApp, YouTube; tarefas que apesar de tudo, não são as mais exigentes.

Com esta utilização, consigo tranquilamente retirar dois dias de bateria deste equipamento. Se tiver oportunidade de o carregar todos os dias, carrego, mas não tenho o “receio” de sair de casa com a bateria a pouco menos de meio, precisar e não ter.

Se forem utilizadores mais exigentes, que joguem, filmem, tirem várias fotografias, etc, um dia de utilização está garantido!

Processamento

Falando então do processador, trata-se um Snapdragon 625, um CPU octa-core, que roda a 2Ghz em conjunto com uma GPU Adreno 506.

Em números e benchmarks sintéticos, posso dizer que obtém cerca de 65000 pontos no AnTutu e 4071 (multi-core) pontos no GeekBench 4. Para mim, isto não é o mais relevante de todo, e consigo dizer que é eficiente para o dia-a-dia, e corre qualquer jogo ou aplicação mais pesada que lhe atribuam, conseguindo executar o jogo Asphalt 8 na qualidade máxima sem problemas.

Memória

O Redmi Note 4 é comercializado com versões de 3Gb de RAM em paraleo com 32Gb de memória interna e 4Gb de RAM com 64Gb de memória interna. A versão analisada é a mais modesta, mas ainda assim comporta-se muito bem em multi-tasking. É também expansível através de um cartão Micro SD de até 256Gb.

Sistema

Tudo isto corre á data desta review no Android 7.0 Nougat, com o sistema MiUi 8.5, em breve já com a MiUi 9, que nada mais é o nome da personalização que a Xiaomi usa nos Mi Devices, que modifica o Android por completo.

Por último mas não menos importante, o seu sensor biométrico foi uma experiência nova para mim, uma vez que é o primeiro dispositivo que realmente usei no meu dia-a-dia que tem este tipo de desbloqueio. É extremamente prático agarrar no dispositivo e desbloquear de imediato, e acredito que seja eficaz 7 em 10 vezes.

 

⭐ [ALERTA – PROMOÇÃO] Preços, envios e disponibilidade

▶ Redmi Note 4X Preto a 109€ na Gearbest – https://www.gearbest.com/cell-phones/pp_637661.html?wid=4&lkid=11193039 (seleciona a opção de envio Priority Line para não pagares taxas de alfândega)

▶ REDMI NOTE 4 – GLOBAL SNAPDRAGON

Preto: https://www.gearbest.com/cell-phones/pp_620903.html?wid=4&lkid=11193038

▶ REDMI NOTE 4X – SNAPDRAGON

Preto: https://www.gearbest.com/cell-phones/pp_637661.html?wid=4&lkid=11193039
Cinza: https://www.gearbest.com/cell-phones/pp_637665.html?wid=4&lkid=11193046
Dourado: https://www.gearbest.com/cell-phones/pp_637662.html?wid=4&lkid=11193047

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here