Sem duvida que cada vez a Huawei se têm expandido mais e, aqui em Portugal vimos isso a acontecer depois de sucessos como o P8 Lite em 2015, que foi considerado por muitos um dos telemoveis com melhor custo beneficio.
Duas gerações depois e na sua versão Plus chega o P10 Plus, um telemóvel que aparenta ter tudo para ser um excelente topo de gama.

Huawei P10 Plus junto da sua caixa

Caixa

A primeira sensação que temos em relação a este equipamento é assim que o tiramos da caixa, porque, além de o vermos pela primeira vez, conseguimos ver um cuidado diferente que a Huawei teve a concebê-la.

Caixa do Huawei P10 Plus

Juntamente com o smartphone ainda somos brindados com uma capa de plástico duro, o que é um óptimo toque tendo em conta que a pessoa acaba de gastar umas boas centenas de euros num telemovel, o seu carregador, cabo USB, a chave para retirar a tray do cartão SIM, manuais de instrução e os seus auriculares.

Design

Sobre o equipamento em si e o seu design, podemos perceber algumas coisas.

Mesmo sendo um topo de gama em 2017 a Huawei decidiu manter um design muito semelhante ao normal e, manteve-se de Infinity´s Displays e traseiras em vidro (que ficaram pelo Honor 9)

Parte frontal o Huawei P10 Plus

Na minha opinião, quanto maior a escolha para o consumidor, melhor, e é bom ver modelos que de facto se diferencia nesse ponto.

O seu corpo unibody de aluminio texturizado acaba por ser algo incomum, mas acaba por oferecer um grip muito bom, juntamente com as suas 165 gramas e os seus 7 milímetros de espessura.

Traseira do Huawei P10 Plus

Estão disponíveis versões em várias cores desde branco, azul, dourado, cinzento, rose gold e verde.

Câmera

Uma das principais coisas que a Huawei se orgulha nos P10 e P10 Plus é a fotografia.

Desde a ultima geração da linha “P” que a Huawei têm trabalhado em conjunto com a Leica para fornecer as lentes para a câmera fotográfica e este ano temos presentes dois sensores; um de 20 megapixeis responsável por capturar imagens monocrómaticas, com uma abertura de 1.8 e outro de 12 megapixeis a cores.

Câmeras do Huawei P10 Plus

Tendo estes dois sensores é possivel ter acesso a algumas features interessantes como por exemplo zoom óptico até 2x (ou seja, zoom sem perca de qualidade).

Além disso, têm disponível uma função chamada “Grande abertura” onde podem escolher o vosso “f” desde 0.95 a 16, que no caso é o que dá o tão amado efeito Bokeh, que nada mais é que o desfoque no fundo.

Fotos com o efeito Bokeh

Além disso também de destacar outros modos dedicados a retratos, fotografias noturnas e também o minucioso modo manual.

Modo automatico vs Modo Super-Noite do Huawei P10 Plus

Sobre a sua câmera frontal, está presente um sensor também concebido pela Leica de 8 megapixeis com uma abertura de 1.9 que também impressiona.

Fotos com a câmera frontal

Para gravação de vídeos, podemos usar a câmera traseira a uma resolução de até 4K e a sua estabilização ótica mostra-se bastante eficaz neste caso.

A câmera frontal fica limitada ao FullHD mas ainda assim consegue manter registos bastante aceitaveis.

Tudo isto resume-se no que a Huawei promete: uma experiência fotográfica excelente, até mesmo em cenários mais adversos como situações de baixa luz.

Outras fotos

Encontra exemplos de Timelapse e Câmera Lenta clicando aqui!

Ecrã

O seu ecrã IPS de 5.5 polegadas têm uma resolução de 1440p e apresenta uma definição e uma cores muito boas e mesmo em dias de sol forte, continua a ter um brilho suficientemente bom para a utilização. Não diria que é o melhor do mercado, tendo em conta que ainda é um ecrã IPS, mas apresenta excelentes resultados para o tipo de tecnologia usada.

Também conta com a proteção Gorila Glass 5, que não torna o teu telemovel inquebravel, mas dá uma ajuda em relação a riscos.

Som

O seu som é reproduzido em Stereo, portanto, por duas colunas, a coluna de chamadas reproduz os agudos e a coluna mais abaixo perto da entrada USB-C, reproduz o graves.
Mais uma vez, consegue oferecer um bom som, alto, com qualidade e sem distorções.

Desempenho

Sobre o seu desempenho, como já é habito, a Huawei é a fabricante do seu próprio processador e, encontramos neste dispositivo o Kirin 960, um processador octa-core que roda a até 2.4Ghz.

Processador do Huawei P10 Plus

Em conjunto com a GPU Mali-G71 MP8 penso que nem seja necessário dizer que roda qualquer jogo ou aplicação sem problema nenhum.
Os seus 4Gb de RAM tambem dão lhe toda a fluidez que precisa em multi-tasking e tarefas pesadas.

Bateria

Durante esta review, já elogiei muito o P10 Plus mas agora vêm a coisa que eu menos gostei: BATERIA.

Apesar de ser uma bateria como uma capacidade respeitável (3750mAH), não foi dificil com um uso um pouco mais intenso que se fosse embora. Além disso, mesmo quando o equipamento estava em stand-by, acabava por consumir um pouco mais do que o normal, na minha opinião.

Num uso mais leve, conseguia sair de casa de manhã com ele a carga maxima e chegar a meio/final da tarde já mesmo com a bateria a acabar, isto mesmo com um uso mais moderado.

O carregador será sem duvida o melhor amigo do Huawei P10 Plus…

Em compensação, temos uma tecnologia de Fast Charging que permite chegar dos “zero aos cem” em algo como 1 hora.

Sistema

Por ultimo, o seu sistema é a EMUI 5.1, uma personalização ao sistema da Google, o Android 7 e por agora ainda não existem datas para o lançamento da proxima EMUI que inclua a nova versão, o Android 8.

Sobre a EMUI, eu tenho uma certa relação amor-ódio a qualquer interface. Eu não gosto da maneira como a EMUI vem de padrão quando ligam o telemóvel pela primeira vez, porém, depois de personalizada, é das minhas favoritas.

O Huawei P10 Plus corre a EMUI 5.1, baseada no Android 7 Nougat

Têm de facto uma vasta liberdade de temas e icones para o sistema sem a troca de launchers, que permite deixar o telemóvel ao vosso gosto.

Além disso tem uns truques que eu gostei bastante como por exemplo, utilizar o botão Home como Retroceder e Ver ultimas Apps, ou seja, se eu der um só toque equivale ao botão de Retorceder, se deixar o dedo funciona como o botão home e se deslizar eu consigo ver as apps recentes.

Estas pequenas coisas acabam para facilitar no dia a dia e sinto falta deste tipo de gesto em qualquer smartphone que uso.

Este botão também serve de sensor de Impressões Digitais que é bastante rápido e preciso e, acho que consigo dizer que é inclusivamente mais rápido do que telemóveis como o Samsung Galaxy S8.

Preços

Em relação a preços, eu não encontrei com muita facilidade a versão de 4Gb de RAM com 64Gb de memoria interna (a versão que eu experimentei), mas encontrei o de 128Gb com um preço que varia de 650 a 700€, o que acaba por na maioria das vezes ser o preço de por exemplo de outros topos de gama como o Galaxy S8.

Para entusiastas de fotografia, que querem realmente ter um controlo a mais da câmera e explorar cada modo, o P10 Plus de facto seria a minha recomendação, mas eu acho que acaba por falhar um pouco em factores como Resistência a Água, carregamento sem fios e outras tecnologias que agregam valor a um smartphone para muita gente, o que pode acabar por levar o consumidor a escolher outro equipamento.

Agradeço á Huawei Mobile Portugal pela cedência do equipamento para análise.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here